UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 14h31

Iraque: militares americanos matam filho de chefe tribal

Militares americanos mataram o filho de um chefe tribal irquiano e feriram sua mulher no norte de Bagdá, em episódio classificado pelo exército neste sábado de "trágico acidente".

Na noite de quinta-feira, tropas americanas patrulhavam o distrito de Kanan, 60 km a nordeste de Bagdá, quando o filho do chefe da tribo Zaheri, Taher Zaihud al Zaheri, foi baleado ao sair de sua casa, indicou um comunicado do exército americano.

A mulher do chefe tribal foi ferida em uma das pernas.

Segundo um comunicado, os soldados estavam patrulhando o setor quando ocorreu o "trágico acidente".

"Habitantes do povoado achavam que havia intrusos e abriram fogo na escuridão, o que fez com que outros habitantes começassem a disparar também. Acreditando estar sendo atacados, os americanos responderam aos disparos para se protegerem. Infelizmente, um homem morreu e uma mulher ficou ferida no tiroteio", indicou o exército, anunciando que abrirá uma investigação sobre o incidente.

O chefe tribal, por sua vez, afirmou que não houve tiroteio. Sua família ouviu gritos perto de casa, no povoado de Saisabanah, e achou que havia ladrões.

"Ahmed saiu, e quando estava do lado de fora os americanos atiraram contra ele e o mataram", declarou al-Zaheri à AFP.

Depois, "continuaram disparando contra a casa, e minha mulher foi atingida", acrescentou.

A versão dos fatos de Zaheri foi corroborada por um oficial iraquiano.

Saisabanah é uma aldeia de dez casas habitada por famílias conhecidas por, no passado, terem combatido as forças americanas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host