UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 18h36

Tsunami deixa 5 mortos e 11 desaparecidos na ilha Robinson Crusoé

Cinco pessoas morreram e outras 11 estão desaparecidas após a pequena e remota ilha de Robinson Crusoé ser varrida por uma série de ondas provocada pelo terremoto de 8,8 graus que sacudiu o sul do Chile na madrugada deste sábado, informaram as autoridades.

Terremoto afeta 1,5 milhão de casas; mortos passam de 200

Iván de la Masa, prefeito de Valparaíso, a cidade mais próxima da ilha, situada a 700 km da costa chilena, confirmou que uma série de ondas gigantes matou cinco pessoas e outras 11 estão desaparecidas.

A pequena ilha, com cerca de 600 habitantes, foi arrasada pelo tsunami, segundo Iván de la Mesa.

O local, que inspirou o narrador inglês Daniel Defoe a escrever 'Robinson Crusoé', não sentiu o forte terremoto, que matou ao menos 147 pessoas no Chile, mas foi varrido posteriormente por uma série de ondas, que atingiram especialmente a baía de Cumberland, segundo o piloto Fernando Avaria.

"Tudo em uma distância de três quilômetros (em Cumberland) desapareceu", disse Avaria à Televisão Nacional do Chile, após manter contato com a ilha.

Na baía de Cumberland havia três pousadas, a prefeitura e várias repartições públicas.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, já havia anunciado o imediato envio de ajuda à ilha Robinson Crusoe, no arquipélago de Juan Fernández.

"Zarparam para Juan Fernández duas embarcações, dois helicópteros e um avião", anunciou Bachelet no Bureau Nacional de Emergência (Onemi), centro de operações do governo chileno.

Segundo Bachelet, uma onda gigante envolveu metade do povoado de Robinson Crusoe. "O tremor não foi sentido, mas houve uma onda gigante que atingiu a parte baixa do povoado".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h49

    0,25
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h56

    1,59
    62.655,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host