UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 08h48

Irã critica falta de confiabilidade dos ocidentais na política nuclear

O Irã criticou nesta segunda-feira a falta de confiabilidade dos Estados Unidos, da França e da Alemanha a respeito da política nuclear iraniana, em uma carta aberta ao conselho de ministros da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que está reunido em Viena para examinar a possibilidade de novas sanções contra Teerã.

Na carta publicada pela agência Fars, o Irã cita os "descumprimentos" dos três países nos contratos assinados com o Irã na área nuclear antes da revolução de 1979.

O país pede aos ministros da AIEA que levem em consideração a questão no momento de avaliar as "demandas legítimas" do Irã no âmbito nuclear.

A República Islâmica afirma que um problema de confiança com as grandes potências levou o país a rejeitar a proposta de trocar o urânio iraniano levemente enriquecido por combustível para o reator de pesquisas de Teerã, e a decidir iniciar em seu próprio território a produção de urânio altamente enriquecido (a 20%).

A recusa provocou uma condenação da AIEA em novembro. Os ministros da agência examinam nesta segunda-feira e na terça-feira uma quarta etapa de sanções contra Teerã no Conselho de Segurança da ONU.

Na carta aberta, o Irã recorda as divergências com Estados Unidos, Alemanha e França, que não entregaram, após a revolução islâmica de 1979, o combustível nuclear que o regime do xá havia comprado para o reator de Teerã e a central nuclear de Busher.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h19

    1,14
    3,162
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h30

    0,23
    64.535,32
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host