UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 15h00

Jornalista cubano em greve de fome precisa ser hospitalizado, diz médico

O jornalista dissidente cubano Guillermo Fariñas, em greve de fome há cinco dias em Santa Clara, "está muito fraco", com sintomas de desidratação, e precisa "ser hospitalizado", informou por telefone nesta segunda-feira seu médico, Ismel Iglesias.

"Está muito fraco, com dor de cabeça, abdominal e nas pernas. Apresenta fortes sintomas de desidratação e taquicardia. Precisa de cuidado e de hospitalização, de hidratação", disse Iglesias à AFP.

Fariñas, um sociólogo de 48 anos que realizou várias greves de fome e foi preso três vezes por atitudes opositoras, decidiu iniciar o protesto na quarta-feira à noite, após a morte do também grevista e preso político, Orlando Zapata, que faleceu na última terça-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,35
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h35

    0,47
    74.793,43
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host