UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 09h46

Juiz espanhol processa membros do ETA e Farc por planejarem morte de Uribe

Um juiz espanhol abriu processo contra seis supostos membros do ETA e sete das Farc colombianas que pediram ajuda à organização armada basca para promover um atentado na Espanha contra autoridades colombianas, entre elas o presidente Alvaro Uribe, informaram nesta segunda-feira fontes judiciais.

O juiz Eloy Velasco da Audiência Nacional (principal instância penal espanhola) considera que o presidente Uribe foi incluído em uma lista de possíveis objetivos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na Espanha.

Um membro das Farc realizou "vigilância sobre a embaixada da Colômbia" e observou "os itinerários do ex-presidente colombiano Andrés Pastrana, informando que não seria difícil promover um atentado contra esses dois objetivos com a ajuda do ETA", afirma um auto do juiz Velasco.

Para ele, as Farc "pediram ajuda a membros do ETA para localizar na Espanha, além de Andrés Pastrana, a ex-embaixadora colombiana na Espanha, Noemí Sanín, o ex-candidato a presidência e duas vezes prefeito de Bogotá, Antanas Mockus, e o vice-presidente colombiano Francisco Santos, com o objetivo de atentar contra a vida de algum deles durante sua permanência na Espanha".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,68
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,44
    64.861,92
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host