UOL Notícias Notícias
 

03/03/2010 - 18h24

Alerta de tsunami, logo descartado, causa cenas de pânico em Concepción

O alerta feito pela polícia sobre um novo tsunami nas cidades chilenas de Concepción e Constitución, no sul do país, depois de dois fortes tremores secundários, de 5,9 e de 6,0 de magnitude, gerou cenas de pânico entre a população, que só voltou à calma quando os serviços de emergência descartaram a possibilidade de maremoto.

As duas cidades já tinham sido devastadas pelo terremoto seguido, depois, pelo tsunami, no sábado, que deixa um número ainda provisório de 800 mortos.

O alarme foi acionado depois dos dois tremores sentidos na tarde desta quarta-feira, com apenas seis segundos de diferença, segundo os registros do Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Minutos depois do alerta dado por policiais e bombeiros, gerando cenas de pânico, o Departamento Nacional de Emergência (Onemi), afastou a possibilidade do maremoto, assinalando que "as características do sismo não reuniam as condições necessárias para gerar um tsunami no litoral do Chile".

Sábado, depois do terremoto de 8,8 graus, as autoridades descartaram muito cedo um alerta de tsunami, que acabou acontecendo, arrasando várias cidades litorâneas.

O alarme desta quarta-feira gerou cenas de terror na já convulsionada Concepción, uma cidade que enfrenta, também, saques e desabastecimento.

Durante a tentativa de fuga da população, houve um enorme engarrafamento na via que liga a cidade à sua parte mais alta. Nas ruas, havia uma corrida desesperada depois do alerta, também divulgado pela rádio local.

Cenas semelhantes foram observadas na vizinha e devastada cidade de Constitución.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h39

    -0,44
    3,130
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h44

    -0,65
    75.113,33
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host