UOL Notícias Notícias
 

03/03/2010 - 09h30

Parlamento ucraniano vota censura que força renúncia da chefe de governo

O Parlamento da Ucrânia aprovou nesta quarta-feira (3) uma moção de censura contra o governo da primeira-ministra Yulia Timoshenko, que segundo a Constituição, se vê agora obrigada a renunciar com todo o seu gabinete.

A moção, aprovada por 243 deputados de um total de 450, havia sido apresentada pelo Partido das Regiões, liderado pelo atual presidente Viktor Yanukovich, que derrotou Timoshenko nas eleições do mês passado.

De acordo com a Constituição ucraniana, o governo é obrigado agora a renunciar, embora possa permanecer encarregado dos assuntos correntes até que um novo primeiro-ministro seja designado.

Timoshenko, que questionava há várias semanas a validade das eleições, se negava até o momento a deixar seu cargo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host