UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 09h14

Atentados contra locais de votação deixam 12 mortos no Iraque

Sete soldados morreram nesta quinta-feira em dois atentados executados por homens-bomba contra militares que faziam fila para votar em dois bairros de Bagdá, poucas horas depois de um ataque que matou cinco civis na capital, informou uma fonte do ministério do Interior.

Três soldados morreram e 15 ficaram feridos no primeiro ataque suicida, executado contra uma escola que servia de seção eleitoral no bairro de Mansur, na zona oeste de Bagdá.

O segundo atentado, cometido 45 minutos depois também contra uma escola transformada em local de votação no bairro de Bab al-Muazam, centro de Bagdá, deixou quatro mortos e 10 feridos.

Duas horas antes, cinco civis morreram e 10 ficaram feridos na explosão de uma bomba ou foguete em um edifício do norte de Bagdá, a 500 metros de um local de votação que será usado no domingo.

O comando militar da capital iraquiana informou que a explosão foi provocada pela queda de um foguete do tipo Katiusha em um edifício residencial.

No domingo, quase 20 milhões de iraquianos devem votar nas eleições legislativas, mas a votação já começou para membros das forças de segurança e outras categorias de eleitores.

Como prevenção, o governo iraquiano adotou uma grande dispositivo de segurança para proteger as eleições legislativas. Como parte das medidas, militares, policiais, presos e pessoas hospitalizadas começaram a votar nesta quinta-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host