UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 22h43

Chávez agradece apoio de Amorim contra ataques de Clinton

O presidente Hugo Chávez agradeceu nesta quinta-feira o apoio do chanceler brasileiro, Celso Amorim, diante dos ataques contra o governo venezuelano realizados pela secretária americana de Estado, Hillary Clinton, que visitou o Brasil na quarta.

"Clinton, como Condolezza Rice, mas agora branca, foi a Brasília para agredir a Venezuela, para a agressão internacional, uma agressão orquestrada, do império yanqui movendo suas fichas".

"Chegou a secretária, dona Clinton, diante do Celso, um bom amigo, desrespeitando o Brasil, a América do Sul, dizendo que a Venezuela segue erodindo a democracia, que a Venezuela deve olhar para o Sul e seguir o exemplo de Brasil e Chile...".

"Então Celso, diante da dama que está ali falando, mais adiante (...) mete sua cunha e diz que ele não está de acordo com muita coisa que ela (Clinton) falou, exceto que agora a Venezuela está olhando mais para o Sul".

"Oxalá os Estados Unidos olhem mais para o Sul, e olhem com respeito", destacou Chávez.

Na véspera, em Brasília, Clinton considerou que o governo da Venezuela gera preocupação porque "está limitando, de forma lenta mas segura, as liberdades", em um processo que afeta tanto os venezuelanos quanto seus vizinhos.

Clinton pediu ao governo da Venezuela que "restaure a plenitude da democracia, a liberdade de imprensa, a propriedade privada e a economia de mercado", e citou como exemplos de sucesso os "modelos" de Brasil e Chile.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,38
    3,223
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h25

    -0,04
    74.486,58
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host