UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 13h20

Cerimônia de mudança do governo no Chile será austera e simples

A presidente Michelle Bachelet anunciou nesta sexta-feira que a cerimônia de transmissão do poder, no próximo 11 de março, ao empresário Sebastián Piñera, será austera e simples, devido às condições de desastre pelo terremoto e o tsunami que devastaram o país no dia 27 de fevereiro.

Depois de uma reunião no palácio presidencial com seu sucessor, Bachelet assinalou que "ambos concordamos em que a passagem de comando deva ser austera e muito singela, porque as condições do país assim o exigem".

"A solenidade não vai alterar o curso da ajuda", prometeu Bachelet.

O presidente eleito, disse por sua vez que seu governo já se prepara para "a grande tarefa da reconstrução" que, de acordo com estimativas de Bachelet, levará de três a quatro anos.

Piñera anunciou, além disso, uma reestruturação do sistema de alerta de emergência, depois dos questionamentos sobre o atual mecanismo que demonstrou imprecisões, em relação ao alarme sobre o tsunami arrasador, que veio em seguida ao terremoto de sábado passado.

Solicitou, também, a colaboração de todos os setores políticos. "Vamos precisar de ajuda e da unidade de todos", disse Piñera.

Da reunião também participou o ministro da Fazenda Andrés Velasco, afirmando que as doações por parte das empresas serão acolhidas com benefícios fiscais.

"A lei de urgência sobre as doações permite a incidência de um benefício tributário", assinalou Velasco.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,22
    3,175
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host