UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 14h39

Demitido o chefe do setor hidrográfico do Chile, por não ter alertado sobre tsunami

A Marinha chilena destituiu nesta sexta-feira o diretor do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico (SHOA), questionado por não ter passado informação clara e precisa sobre o tsunami que se seguiu ao terremoto de 8,8 graus que atingiu sábado o centro-sul do Chile, informou a instituição.

"O Comandante-em Chefe da Marinha resolveu afastá-lo do cargo de Diretor do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada", segundo um comunicado oficial.

O texto diz ainda que foi decidida "a realização de investigação técnica, destinada a determinar responsabilidades e esclarecer as circunstâncias derivadas do processo de tomada de decisões, assessoria e desempenho técnico, em resposta à catástrofe natural que afetou o país".

Para o cargo foi designado Patricio Carrasco Hellwig.

O SHOA e o Departamento Nacional de Emergência (Onemi) haviam sido fortemente questionados por uma série de ordens e contraordens sobre um alerta de tsunami na madrugada de sábado.

O SHOA descartou horas depois do sismo um alerta, mas o maremoto aconteceu, arrasando vários aldeias litorâneas.

A Marinha havia admitido que deu ordens pouco claras e precisas sobre a situação do mar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host