UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 06h35

Uribe cita processo contra ETA e Farc mas sem acusar Venezuela

O presidente colombiano Alvaro Uribe afirmou na quinta-feira à noite que se a justiça investiga um funcionário por ligações com o terrorismo, isto não significa que o governo a que pertence seja terrorista, em uma referência a supostos vínculos da Venezuela com o ETA e a guerrilha das Farc.

"O fato de ser necessário investigar um funcionário de um governo por participação no terrorismo não quer dizer que este governo ou este Estado sejam terroristas, nem que estejam participando no terrorismo", disse Uribe em Medellín (400 km ao noroeste de Bogotá).

Ele fez assim uma referência, sem citar de maneira explícita, à denúncia do juiz espanhol Eloy Velasco sobre uma "cooperação governamental" da Venezuela com uma aliança entre ETA e as Farc.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,63
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,87
    65.667,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host