UOL Notícias Notícias
 

08/03/2010 - 22h23

Ex-ministro da Defesa concorre à presidência da Colômbia

O ex-ministro colombiano da Defesa Juan Manuel Santos foi designado nesta segunda-feira candidato presidencial dos governistas às eleições de 30 de maio próximo, informou uma fonte oficial.

Santos, 58 anos e afilhado político do presidente Álvaro Uribe, foi apontado candidato à presidência em uma assembleia geral do Partido da U realizada em Bogotá.

"Temos a tarefa de construir sobre o progresso trazido pelo governo do presidente Álvaro Uribe", disse Santos ao aceitar a designação.

Santos, que ocupou o ministério da Defesa durante três anos, até maio de 2009, foi um firme defensor da política de 'segurança democrática' do governo Uribe, que combateu com rigor os grupos armados ilegais, especialmente a guerrilha das Farc.

O ex-ministro da Defesa surge como o candidato presidencial com mais popularidade, graças aos golpes contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), incluindo a morte do número dois da guerrilha, Raúl Reyes, e a libertação da franco-colombiana Ingrid Betancourt, ao lado de três reféns americanos e outros 11 militares colombianos.

Santos é um desafeto do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que em março de 2009 o qualificou de "ameaça à paz deste continente".

Juan Manuel Santos começou sua carreira política em 1991, quando abandonou o jornalismo - sua família é fundadora do El Tiempo, um dos grandes jornais da Colômbia - para assumir a pasta de Comércio Exterior no governo do liberal César Gaviria (1990-1994).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host