UOL Notícias Notícias
 

08/03/2010 - 10h24

Vaticano manifesta 'dor e preocupação' por violência na Nigéria

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, manifestou nesta segunda-feira "dor e preocupação" pelos "horríveis" episódios de violência na Nigéria, onde mais de 500 moradores de aldeias cristãs foram mortos a golpes de machete e queimados em ataques praticados no final de semana por criadores de gado muçulmanos.

Lombardi não quis comentar a natureza religiosa dos confrontos.

O porta-voz do Vaticano reiterou as palavras do arcebispo nigeriano da capital Abuja, John Onaiyekan, que assegurou em uma entrevista à emissora de rádio da Santa Sé que "não se mata por causa da religião, e sim por reivindicações sociais, econômicas, tribais e culturais".

Os ataques, coordenados segundo as testemunhas, foram registrados no sábado à noite em três aldeias ao sul de Jos, capital do estado de Plateau.

Em três horas, pelo menos 500 pessoas foram massacradas, entre elas muitas mulheres e crianças.

O ataque foi cometido por criadores de gado da etnia fulani, de maioria muçulmana, contra os berom, uma etnia que segue a religião cristã.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    -0,43
    3,262
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h55

    1,65
    62.693,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host