UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 11h20

Papa reafirma caráter 'sagrado' do celibato

O Papa Bento XVI reiterou nesta sexta-feira o caráter "sagrado" do celibato para os sacerdotes, após o debate gerado pela acusação de que este seria responsável pelos recentes escândalos de pedofilia na Igreja católica.

"O celibato é o sinal de uma consagração inteira ao Senhor e aos assuntos do Senhor, uma expressão da entrega a Deus e aos outros", declarou o Papa, ao receber no Vaticano os participantes de uma conferência teológica sobre "Fidelidade a Cristo e fidelidade do sacerdote".

Bento XVI confirmou "o valor sagrado do celibato, que na Igreja católica é exigido para a ordenação e também é considerado positivo nas Igrejas orientais".

As afirmação do Papa ocorre após a onda de escândalos de pedofilia que vem afetando a Igreja Católica da Europa, o que abriu um grande debate sobre o celibato, uma tradição milenar que o Vaticano defende a todo custo.

Importantes teólogos, como o suíço Hans Kung e o alemão Eugen Drewermann (ambos destituídos pelo Vaticano), qualificam de "desumana" a obrigação de privar os clérigos católicos de uma vida sexual e a acusam de ser "uma das causas" da pedofilia.

O cardeal brasileiro Claudio Hummes, prefeito da Congregação para o Clero, defendeu na quinta-feira o celibato como um "dom" que "precisa ser vivido com gozo e plenitude".

Sem chegar a pedir sua abolição, o arcebispo de Viena (Áustria), o cardeal Christopj Schonborn, pediu que a Igreja Católica "se interrogue sobre as razões" que levaram os religiosos a cometerem atos de pedofilia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host