UOL Notícias Notícias
 

14/03/2010 - 10h14

Suécia/Maomé: quarta pessoa libertada na Irlanda

A polícia da Irlanda libertou no sábado uma mulher detida na terça-feira ao lado de outros seis muçulmanos, todos suspeitos de um complô para matar, a mando da Al-Qaeda, um chargista sueco que fez um desenho de Maomé.

A mulher, que não teve a identidade e a nacionalidade reveladas, é a quarta pessoa liberada desde terça-feira.

Três homens continuam detidos. Três mulheres e um homem foram liberados.

De acordo com o Wall Street Journal, uma das mulheres seria Jamie Paulín Ramírez, de 31 anos, assistente médica em Leadville (Colorado), antes de se mudar para Denver e depois Nova York.

Segundo o jornal, ela seria a segunda americana envolvida no plano para matar o chargista sueco Lars Vilks, ao lado de Colleen LaRose, de 46 anos, conhecida como "JihadJane" e indiciada nos Estados Unidos por recrutar terroristas.

Um grupo ligado à Al-Qaeda ofereceu 100.000 dólares pelo assassinato do desenhista Lars Vilks, que teve uma charge do profeta islâmico, com o corpo de cachorro, publicada em um jornal sueco em agosto de 2007.

A imprensa irlandesa informou que "JihadJane" passou duas semanas no país em 2009. De acordo com o jornal The Irish Independent, ela manteve contato regular com um argelino de 49 anos considerado o principal suspeito dos muçulmanos detidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host