UOL Notícias Notícias
 

16/03/2010 - 14h37

Espanha pode pressionar Cuba, diz jornalista dissidente

O jornalista e dissidente cubano Alejandro González Raga disse nesta terça-feira estar convencido de que o governo espanhol pode pressionar o cubano, especialmente para que permita a entrada da Cruz Vermelha nas prisões da ilha.

"Claro que o governo espanhol pode pressionar para conseguir que a Cruz Vermelha entre aqui", afirmou González Raga em apresentação na Casa da América de Madri de seu livro "Pasión, prisión y destierro (memorias de un prisionero político cubano)", na qual evoca "a experiência de vários anos de ativismo, cinco anos de prisão e o minuto inesquecível da deportação à Espanha".

O opositor cubano, que fez parte dos 75 dissidentes detidos em março de 2003 e condenados a penas de até 26 anos de prisão, lembrou que o relator da ONU contra a tortura, Theo Van Boven, pediu no ano passado permissão às autoridades cubanas para visitar as prisões da ilha.

"Este ano, voltamos a vê-lo ontem e anteontem, e ele ainda está esperando a permissão cubana para visitar as prisões. Isso dá uma ideia da culpabilidade do governo cubano, que não quer que ninguém meta o nariz onde eles não querem", afirmou González Raga, acompanhado, durante a apresentação, do poeta cubano Raúl Rivero e da presidente do governo regional de Madri, Esperanza Aguirre.

"Pasión, prisión y destierro", editado pela Associação de Iberoamericanos pela Liberdade (AIL) em colaboração com a Comunidade de Madri, "não é um livro que eu gostei de escrever, é o livro que eu pude escrever", afirmou González Raga.

O opositor cubano, que chegou à Espanha em fevereiro de 2007 juntamente a outros três dissidentes depois de ter sido libertado pelo governo de Raúl Castro, relata no livro suas vivências como ativista político e sua prisão.

"Espero que sirva para mostrar ao leitor essas cidades excluídas das rotas turísticas que não são descritas nas crônicas dos escritores autorizados. Lugares onde o flash de uma câmera é proibido, um rádio receptor é artigo ilegal e um lápis ou uma máquina de escrever são uma arma de destruição em massa condenável ou prova de crimes", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host