UOL Notícias Notícias
 

18/03/2010 - 09h47

Três homens são condenados a até 2 anos e meio de prisão pelo roubo de Auschwitz

Um tribunal da Cracóvia (sul da Polônia) condenou nesta quinta-feira a penas que vão de um ano e meio a dois anos e meio de prisão três dos cinco homens presos pelo roubo da inscrição "Arbeit macht frei" do antigo campo alemão nazista de Auschwitz, informou a agência PAP.

Os três homens, que admitiram a sua participação nesse roubo praticado na noite de 17 para 18 de dezembro, também foram condenados a pagar uma multa de 10.000 zlotys (2.580 euros).

Eles podem apelar da decisão, indicou a PAP.

O pórtico metálico medindo cerca de 5 metros de largura foi encontrado menos de três dias depois cortado em três partes, e cinco homens foram detidos.

Os ladrões da famosa inscrição em alemão que significa "o trabalho liberta" não são neonazistas, havia indicado a Polícia.

Dois deles são acusados de ter entrado em contato com o suposto responsável pela encomenda do roubo, um ex-líder neonazista sueco, Anders Hagstrom. As decisões da justiça envolvendo o roubo serão divulgadas depois que o sueco for ouvido pela justiça polonesa, para que o caso seja concluído, indicou a PAP.

A justiça sueca aprovou há uma semana a extradição de Anders Hagstrom para a Polônia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host