UOL Notícias Notícias
 

18/03/2010 - 06h31

Tribunal autoriza extradição de ex-presidente guatemalteco Portillo para os EUA

Um tribunal penal da Guatemala autorizou na quarta-feira a extradição do ex-presidente guatemalteco Alfonso Portillo para os Estados Unidos, onde é acusado de lavar milhões de dólares durante seu governo (2000-2004), informou uma fonte judicial.

"Este tribunal declara procedente a solicitação de extradição formulada pelo governo dos Estados Unidos da América contra Alfonso Portillo, acusado pelos crimes de conspiração para realizar lavagem de dinheiro", indica a resolução do Tribunal Quinto de Sentencia.

Pouco antes do início da audiência, três magistrados receberam ligações telefônicas com ameaças de morte contra suas famílias, de acordo com a juíza titular, Morelia Ríos.

Segundo a denúncia americana, os recursos desviados pertenciam ao tesouro público guatemalteco, assim como a doações do governo de Taiwan para programas educativos e que foram parar nas contas de parentes na Europa e no Caribe.

Portillo foi capturado em 26 de janeiro no Caribe guatemalteco quando se preparava para fugir para Belize, um dia depois de os Estados Unidos terem acusado formalmente o ex-governante de lavagem de dinheiro.

O ex-mandatário havia sido deportado de México em outubro de 2008, depois de permanecer quatro anos refugiado nesse país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host