UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 16h46

Filha de Bin Laden deixa Irã e viaja para Síria

Uma das filhas de Osama bin Laden, o líder da rede Al-Qaeda, chegou a Damasco nesta quinta-feira procedente do Irã, onde passou dois meses reclusa na embaixada da Arábia Saudita em Teerã, informou nesta sexta-feira o jornal Asharq Al Awsat.

Imane bin Laden, 17 anos, de nacionalidade saudita, chegou a Damasco acompanhada de sua mãe, Najwa al Ghanem, a primeira mulher de Osama bin Laden, oriunda da Síria e residente da capital síria.

Em janeiro passado, Imane havia se refugiado na embaixada saudita depois de ter burlado a vigilância de seus guardas iranianos, declarou Asharq Al Awsat, jornal saudita.

No fim de dezembro, o mesmo jornal tinha informado que uma parte da família do chefe da Al-Qaeda, 18 pessoas no total, cujo paradeiro era desconhecido depois dos ataques de 11 de setembro, vivia em Teerã sob prisão domiciliar.

O filho mais novo de Bin Laden, Bakr, 16 anos, tinha sido autorizado a viajar para a Síria em 25 de dezembro, de acordo com Asharq Al Awsat.

Na quinta-feira passada, a Al-Qaeda do Magreb Islâmico (AQMI) pediu que o governo saudita liberasse os membros da família Bin Laden, informou o centro americano de vigilância dos sites islâmicos, SITE.

Esse pedido acrescentou-se ao que já havia sido feito por outro filho de Bin Laden, Kalid, que tinha pedido pessoalmente ao guia supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, que interviesse para libertar os membros de sua família.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host