UOL Notícias Notícias
 

20/03/2010 - 15h32

Milão reúne milhares para lembrar vítimas da máfia

Milhares de pessoas, incluindo muitos jovens e estudantes, foram ao centro de Milão neste sábado para lembrar as vítimas das máfias em todo o mundo e exigir "verdade", "justiça" e "reparação". 

Em outra manifestação, italianos vão às ruas para apoiar Berlusconi

Centenas de milhares de partidários do chefe de governo Silvio Berlusconi ocuparam nesta tarde as ruas de Roma, em campanha pelas eleições regionais de 28 e 29 de março.

Segundo os organizadores do protesto, ao menos 150 mil pessoas se reuniram diante do Duomo, a catedral gótica de Milão, para repudiar todas as formas de máfia na Itália e em todo o mundo, na 15º jornada para lembrar as vítimas do crime organizado.

Os nomes das 900 vítimas das quatro grandes máfias da Itália - Cosa Nostra (Sicília), Ndranghetta (Calábria), Camorra (Nápoles) e Sacra Corona (Puglia) - foram lidos em voz alta.

"Sinto emoção e raiva. Emoção de escutar o nome do meu pai e raiva porque a Itália precisa de gestos fortes, mais rigor e respeito às leis", disse Claudio Fava, filho de um jornalista italiano assassinado na década de 80 pela Cosa Nostra.

Segundo o padre Luigi Ciotti, fundador da associação Libera e grande promotor do protesto, "não basta solidariedade, é preciso justiça e verdade, porque 70% dos familiares esperam saber da verdade sobre o assassinato de seus parentes".

O protesto reuniu centenas de familiares de vítimas do crime organizado em mais de 30 países, incluindo Colômbia, México, Guatemala e Argentina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    -0,43
    3,262
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h55

    1,65
    62.693,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host