UOL Notícias Notícias
 
22/03/2010 - 06h39

Três jornalistas ocidentais detidos pelo Exército líbio

Tobruk, Líbia, 22 Mar 2011 (AFP) -Três jornalistas ocidentais, incluindo dois repórteres da Agência France Presse e um fotógrafo da agência Getty Images, que cobriam o conflito na Líbia, foram detidos no dia 19 de março na região de Tobruk (leste) por soldados do Exército líbio.

Os jornalistas da AFP, Dave Clark (britânico) e Roberto Schmidt (dupla nacionalidade colombiana e alemã), e o fotógrafo da Getty, Joe Raedle (americano), não dão notícias desde sexta-feira.

O motorista dos três jornalistas, Mohamed Hamed, que voltou a Tobruk no domingo, informou à AFP que na manhã de sábado os repórteres pediram para viajar até Ajdabiya, cidade cercada pelas forças de Muamar Kadhafi.

A poucos quilômetros de Ajdabiya, foram perseguidos pelos militares e detidos, segundo o motorista.

Quatro soldados os obrigaram a descer do carro sob a ameaça das armas.

Dave Clark, contou o motorista, gritou "sahafa, sahafa" (imprensa, imprensa).

Mas os três jornalistas foram obrigados a ficar de joelhos com as mãos na nuca à beira da estrada.

De acordo com Hamed, os militares incendiaram vários veículos, incluindo o dos jornalistas, que foram levados em um caminhão para um local desconhecido.

Dave Clark, 38 anos, que trabalha em Paris, é enviado especial da AFP à Líbia desde 8 de março.

Roberto Schmidt, 45 anos, fotógrafo do escritório da agência em Nairóbi, está na Líbia desde 28 de fevereiro.

Joe Raedle tem 45 anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host