UOL Notícias Notícias
 

22/03/2010 - 06h52

Camboja ameaça expulsar representante da ONU

O governo do Camboja ameaçou expulsar o representante da ONU em Phnom Penh, acusado de "interferência inaceitável" depois que um comunicado das Nações Unidas pediu um debate transparente sobre a corrupção no país.

As agências da ONU pediram no início de março um processo "transparente e participativo" durante o debate no Parlamento de uma lei anticorrupção muito controversa que foi aprovada, apesar da oposição ter abandonado o processo.

Em uma carta dirigida ao representante da ONU em Phnom Penh, Douglas Broderick, o ministro cambojano das Relações Exteriores, Hor Namhong, acusa o mesmo de "interferência inaceitável e flagrante nos assuntos internos do Camboja".

"Se tal comportamento se repetir, o governo real do Camboja se verá forçado a recorrer a uma decisão de 'persona non grata'", afirma a mensagem.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,67
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,31
    75.990,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host