UOL Notícias Notícias
 

24/03/2010 - 09h32

Chineses adeptos do swing são processados por libertinagem

Vários homens e mulheres adeptos da troca de casais foram indiciados por libertinagem no leste da China, o que provocou protestos dos defensores das liberdades sexuais, informou nesta quarta-feira o jornal Procuratorial Daily.

Quatorze homens e oito mulhres que se conheceram graças à internet são acusados de manter encontros entre 2007 e 2009, segundo o jornal.

Entre eles está Ma Xiaohai, de 53 anos, professor da Universidade de Nankin, acusado de ter criado um fórum de discussão on-line "Intercâmbio de mulheres" e de ter recebido os participantes em sua casa.

"No início, as discussões eram corretas, a maioria discutia sobre seus problemas conjugais", explicou o professor, citado pelo jornal.

Mas o swing, ou troca de casais, virou progressivamente o tema principal do fórum, do qual faziam parte 190 pessoas.

"Um casamento pode ser como um copo de água quente que a pessoa tem que beber, mas troca de casais é como um copo de vinho", acrescentou.

O processo contra o grupo também provocou críticas de pessoas que pedem mais tolerância das autoridades a respeito da liberdade sexual.

"O número de pessoas envolvidas não é enorme. A atividade teve consentimento mútuo, não prejudica outras pessoas ou a sociedade", avaliou a sexóloga da Academia de Ciências Sociais Li Yinhe.

Depois de mais de 30 anos de reformas econômicas e de abertura, a China já não tem muito a ver com a moral da sociedade revolucionária puritana imposta pelo maoísmo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host