UOL Notícias Notícias
 

24/03/2010 - 13h34

Organizações espanholas mobilizam-se em defesa de juiz Garzón

Mais de 200 organizações de defesa dos direitos humanos e juristas de todo o mundo prestaram solidariedade a Baltasar Garzón em uma carta destinada à Justiça espanhola. O ato ocorre depois que foram movidas ações judiciais contra o juiz espanhol, que iniciou uma investigação sobre os desaparecidos durante a Guerra Civil espanhola.

Um total de 59 organizações de direitos humanos e mais de 150 juristas, entre advogados, juízes, acadêmicos e defensores dos direitos humanos do mundo todo expressaram sua "perplexidade" por conta do processo movido contra Garzón em uma carta enviada aos magistrados do Supremo Tribunal e ao procurador-geral do Estado.

O sindicato Manos Limpias, qualificado de ultradireitista pelos veículos da imprensa espanhola, entrou com uma ação contra Garzón, alegando que ele não era competente para efetuar a investigação, o que se soma a outra ação recente impetrada pela formação ultradireitista Falange Espanhola da JONS.

Garzón, 54 anos, é conhecido internacionalmente por sua defesa da justiça universal e por ter conseguido prender o ex-ditador chileno Augusto Pinochet em Londres em 1998. Ele também teve participação em importantes casos anticorrupção e contra o terrorismo e o tráfico de drogas na Espanha.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,38
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host