UOL Notícias Notícias
 

25/03/2010 - 15h50

Presidente da TV crítica a Chávez é detido antes de deixar a Venezuela

O empresário Guillermo Zuloaga, presidente da Globovisión, emissora de televisão crítico ao governo de Hugo Chávez, foi detido nesta quinta-feira (25) por forças da segurança venezuelanas, para impedir que deixasse o país.

"É mais um atropelo", disse Zuloaga por telefone a Globovisión, do aeroporto de Punto Fijo, no Estado Falcón (noroeste da Venezuela).

"Disseram-me que virá uma comissão que me levará de avião a Caracas", afirmou o empresário que tentava viajar para a ilha de Bonaire, nas Antilhas holandesas

A Assembleia Nacional (Parlamento) havia rechaçado nos últimos dias declarações de Zuloaga durante a reunião da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) em Aruba (Antilhas Holandesas), e pediu à justiça uma investigação para determinar responsabilidades penais.

Em 2009, o presidente de Globovisión havia sido acusado de crime de "usura" devido a um suposto amazenamento irregular de 24 veículos novos, pertencentes a duas concessionários de sua propriedade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host