UOL Notícias Notícias
 
25/03/2010 - 14h52

Pauta das principais notícias da AFP

RIO DE JANEIRO, 25 Mar 2011 (AFP) -=== PRINCIPAIS NOTÍCIAS === LÍBIA-CONFLITO: França acredita que ataques na Líbia durará semanas

JAPÃO-TERREMOTO: Premiê admite que situação em Fukushima continua imprevisível

BRASIL-EUA: OMC decide a favor do Brasil em disputa com EUA sobre suco de laranja

---- LÍBIA INTERVENÇÃO ---- TRÍPOLI:

Pressão aumenta sobre Kadhafi e França acredita em ataques durante semanas

=(FOTOS)=

As operações da coalizão internacional na Líbia devem durar semanas, afirmou o comandante do Estado-Maior francês, Edouard Guillaud, depois de um novo bombardeio, executado por aviões britânicos, contra contra blindados que ameaçavam civis em Ajdabiya.

(Líbia-conflito, Prev, 600 palavras, já transmitia, com acompanhamento)

PARIS:

As hipóteses sobre como acelerar a queda de Kadhafi

Os analistas estudam diferentes hipóteses para evitar que a coalizão internacional se meta numa ofensiva de longa duração na Líbia: armar a rebelião, dirigir ações clandestinas, convocar uma insurreição ou incentiva uma conspiração para acelerar a queda de Muamar Kadhafi.

(França-Libia-conflito-EUA-GB, Enfoque, 600 palavras, já transmitida)

----- JAPÃO TERREMOTO TSUNAMI ---- OSAKA, Japão:

Premiê admite que situação em Fukushima continua imprevisível

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, admitiu nesta sexta-feira que a situação na central nuclear de Fukushima continua sendo "muito imprevisível".

(Japão-terremoto-acidente-nuclear, 600 palavras, já transmitida)

---- ORIENTE MÉDIO ---- SANAA:

Presidente iemenita se mostra combativo depois do fracasso das negociações

=(FOTOS)=

Um combativo presidente iemenita, Ali Abddulah Saleh, afirmou nesta sexta-feira ante uma multidão de partidários em Sanaa que está disposto a resistir em seu posto, depois do fracasso das negociações com o general dissidente Mohsen Ali al Ahmar

(Iemen-política-manifestacoes, Prev, 500 palavras, já transmitida)

DAMASCO:

Novas manifestações em Damasco e na região de Deraa

Pequenas manifestações ocorreram nesta sexta-feira em Damasco e na região de Deraa, no sul da Síria, sem que a polícia interferisse, um dia depois que as autoridades anunciaran medidas sem precedentes para liberalizar o regime.

(Síria-política-violência-manifestações, acompanhamento)

DUBAI:

Os presidentes que queriam ser reis, caem; os monarcas permanecem

As revoltas árabes derrubaram presidentes aferrados há décadas ao poder e ameaçam outros chefes de Estado, mas os monarcas parecem resistir até o momento ao vento de refomas que sopra no norte da África e no Oriente Médio, afirmam os analistas.

(OrienteMédio-política-manifestações-violencia, Análise, 600 palavras, a transmitir)

---- OUTRAS NOTÍCIAS ---- TEERÃ:

Irã critica resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU

O Irã criticou nesta sexta-feira a resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU, aprovada na quinta-feira, que estabelece pela primeira vez desde 2002 um mandato de relator especial para a situação dos direitos humanos no país e manifesta preocupação com repressão em Teerã.

(Irã-ONU-DH, Prev, 500 palavras, já transmitida)

YANGUN:

Terremoto em Mianmar deixou pelo menos 75 mortos

O terremoto de 6,8 graus que afetou o leste de Mianmar na quinta-feira à noite deixou pelo menos 75 mortos e 110 feridos, segundo o balanço mais recente do governo, que teme um número de vítimas ainda maior, já que as equipes de socorro não conseguiram chegar a todas as áreas afetadas.

(Mianmar-terremoto-Tailândia-Vietnã-China, 500 palavras, já transmitida)

----- ECONOMIA ----- GENEBRA:

OMC decide a favor do Brasil em disputa com EUA sobre suco de laranja

A Organização Mundial do Comércio (OMC) decidiu nesta sexta-feira que algumas taxas antidumping impostas pelos Estados Unidos sobre as importações de suco de laranja produzido no Brasil violam as leis do comércio internacional.

(OMC-comércio-Brasil-EUA-alimentos, Prev, a transmitir)

BRUXELAS:

UE reunida para aprovar controle mais rígido de seus complexos nucleares

=(FOTOS)=

Os dirigntes da União Europeia (UE) devem aprovar nesta sexta-feira, em sua reunião de cúpula em Bruxelas, a realização de "uma limpeza" no parque de centrais nucleares para tranquilizar a população depois do trágico acidente com o complexo nuclear japonês de Fukushima.

(UE-Japão-energia-nuclear-segurança, acompanhamento)

--- CONTATOS --- Chefe do Desk:

Solange Dadalti

Agence France-Presse

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    0,26
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h47

    1,71
    63.731,69
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host