UOL Notícias Notícias
 

26/03/2010 - 16h27

Principais pontos do tratado de desarmamento nuclear assinado por EUA e Rússia

Seguem abaixo os principais pontos do novo tratado de desarmamento nuclear firmado entre Estados Unidos e Rússia. A renovação do Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start) foi anunciado nesta sexta-feira pela Casa Branca.

- Redução de 74% das ogivas nucleares permitidas pelo tratado Start I, de 1993, que expirou em dezembro passado. Ambos os países farão com que seus respectivos arsenais atinjam um máximo de 1.550 ogivas cada um, queda de 30% em relação ao limite estabelecido pelo tratado de Moscou, de 2002.

- Limite de 800 vetores capazes de transportar ogivas (mísseis intercontinentais, embarcados em submarinos e em bombardeiros).

- Limite de 700 vetores estratégicos.

- Escudo antimísseis: Washington assegura que o texto não impõe nenhuma restrição a testes, desenvolvimento ou aplicação de seus sistemas de defesa antimísseis balísticos, em curso ou programados. Também não traz obstáculos aos projetos americanos referentes a disparos convencionais de mísseis de longo alcance.

- Verificação: o novo tratado retoma elementos do Start I e os adapta aos novos limites. Prevê controles em instalações nucleares, intercâmbio de informações e notificações recíprocas sobre armamento ofensivo.

- A duração do acordo é de dez anos contados a partir da data de sua entrada em vigor e poderá ser renovado por no máximo cinco anos. Uma cláusula prevê que cada uma das partes pode retirar-se do tratado.

- Entrada em vigor: o tratado deve ser ratificado pelos congressos de ambos os países para entrar em vigor, o que automaticamente revogará o acordo de Moscou assinado em 2002.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h20

    -0,20
    3,260
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h26

    0,79
    63.156,91
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host