UOL Notícias Notícias
 

27/03/2010 - 13h24

Berlusconi recebe ameaças e carta-bomba explode em Milão

Uma carta com ameaças acompanha de uma bala e dirigida ao presidente do governo italiano Silvio Berlusconi foi interceptada neste sábado em um subúrbio de Milão, norte da Itália, onde uma carta-bomba feriu levemente um carteiro.

"Você vai terminar como um rato ", dizia a carta anônima enviada da agência de correios de Linate, subúrbio de Milão, ao domicílio de Berlusconi.

A carta continha ainda desenhos de pessoas sob as quais figurava nome de quatro dirigente do Partido do Povo da Liberdade (PDL), o partido de Berlusconi, entre eles Ignazio La Russa, ministro da Defesa.

Em outra agência de correios de Milão, a explosão de uma carta-bomba feriu levmente um funcionário.

O envio dessa carta-bomba, que continha ameaças contra o ministro do Interior, Roberto Maroni, foi reivindicado pela Federação Anarquista Informal (FAI).

"No envelope havia uma folha em que se dizia: 'estupra-se nos centros de identificação de estrangeiros. Maroni é cúmplice'".

O chefe d governo italiano se encontrava neste sábado no Líbano, onde participa dos trabalhos da cúpula da Liga Árabe.

O ministério do Interior denunciou, em um comunicado, "verdadeiros atos terroristas, que visam a eliminar sem hesitação para evitar o risco de um retorno dos anos de chumbo e garantir a proteção das instituições democráticas livres".

Evocando "episódios de intimidação muito graves", o ministro convocou para a próxima quarta-feira uma reunião extraordinária do Comitê Nacional para a Ordem e a Segurança Pública.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h20

    -0,17
    3,131
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h23

    -1,14
    75.108,85
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host