UOL Notícias Notícias
 

28/03/2010 - 15h45

Obama visita o Afeganistão pela primeira vez como presidente dos EUA

O presidente Barack Obama chegou neste domingo em uma visita surpresa, a primeira desde sua eleição, para se reunir com seu colega afegão Hamid Karzai e tratar, entre outros temas, da corrupção das autoridades locais.

A visita do presidente americano acontece em plena campanha das tropas dos Estados Unidos e da Otan para vencer os talibãs e assim deixar o país condições para que o governo de Cabul possa avançar sem obstáculos e eventualmente manter a ordem por seus próprios meios.

A viagem de Obama foi cercada de segredo por razões de segurança. Ele deixou Camp David sem anúncios no sábado e viajou durante toda a madrugada sem escalas a bordo do Air Force One, pousando na base aérea de Bagram, no norte de Cabul.

Ele foi recebido pelo comandante americano, general Stanley McChrystal, e o embaixador americano para o Afeganistão, Karl Eikenberry.

O presidente, que ordenou um reforço de tropas no país em dezembro passado, depois partiu num helicóptero com direção ao palácio presidencial de Cabul.

Após uma reunião com Karzai, os dois dirigentes se encontraram com a imprensa.

Os Estados Unidos estão entusiasmados com os progressos do governo afegão, mas esperam ver mais melhorias, especialmente no combate às drogas e à corrupção, afirmou o presidente Barack Obama.

"O povo americano se encontra encorajado pelo progresso que foi feito", afirmou Obama a Karzai diante da imprensa.

Contudo, ele pressionou Karzai para que "continue a fazer progressos junto aos civis, em termos de boa governança e, luta contra a corrupção.

Também disse que fez um dramático esforço de voar para o Afeganistão no meio da noite para agradecer às tropas americanas por seus "esforços incríveis e seus tremendos sacrifícios" tão longe de casa.

Karzai, por sua vez, disse que queria agradecer aos contribuintes americanos por sua ajuda para "reconstruir as instituições civis e o governo do Afeganistão".

Na reunião com o presidente Karzai, também ficou acertado que o chefe de Estado afegão viajará a Washington em 12 de maio.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, que viajou com o Obama para o Afeganistão, anunciou a próxima visita de Karzai a Washington no Twitter.

Obama anunciou em dezembro passado o envio de mais 30.000 soldados ao Afeganistão com o objetivo de acabar com uma guerra impopular e poder concretizar a retirada das tropas americanas a partir de julho de 2011.

Os Estados Unidos e a Otan têm mais de 121.000 efetivos no Afeganistão, cifra que se elevará a 150.000 em agosto dentro da estratégia de contra-atacar a ofensiva dos talibãs, principalmente no sul do país, e poder finalizar guerra.

A última visita de Obama ao Afeganistão aconteceu quando ainda era senador e candidato democrata para as presidenciais de 2008.

O conselheiro de segurança do presidente americano, James Jones, disse aos jornalistas no avião que Obama tinha planejado pressionar Karzai - com quem tem uma relação difícil - para que cumpra com os objetivos de progresso estabelecidos.

Jones disse que Obama tentaria fazer com que Karzai entenda "que há muitas coisas nas quais seus governo não prestou atenção, como um sistema para designar os membros do governo baseado nos méritos, combatendo a corrupção e os traficantes de droga, que proporcionam grande parte dos meios econômicos para os rebeldes talibãs".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host