UOL Notícias Notícias
 

29/03/2010 - 06h13

Mulheres-bomba atacam metrô de Moscou e matam 35

Pelo menos 35 pessoas morreram em dois atentados nesta segunda-feira, executados por mulheres-bomba, nas estações de metrô de Lubianka e Park Kultury, no centro de Moscou.

O balanço, provisório, é de 35 mortos e 33 feridos, nos ataques mais sangrentos cometidos na capital russa desde 2004, segundo o ministério das Situações de Emergência.

"Segundo as primeiras informações, as duas explosões foram cometidas por mulheres-bomba", afirma um comunicado dos Serviço de Inteligência (FSB, antiga KGB).

A notícia sobre as mulheres-bomba já havia sido antecipada pelo prefeito de Moscou, Iuri Lujkov.

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, afirmou que o país continuará combatendo o terrorismo sem hesitar e ordenou um reforço da segurança nos transportes de toda a nação.

O primeiro atentado, que deixou 23 mortos e 18 feridos, aconteceu às 7H57 (0H57 de Brasília) em um vagão parado na estação Lubianka.

A Praça Lubianka abriga a sede do FSB, sucessor da KGB soviética, que neste edifício interrogava e eliminava os dissidentes e pessoas caídas em desgraça durante as punições da então União Soviética.

O segundo atentado, executado na estação Park Kultury às 8h40 (1H40 de Brasília), matou pelo menos 12 pessoas e deixou 15 feridos.

bur-ahe/fp

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host