UOL Notícias Notícias
 

30/03/2010 - 08h52

Holandês cria sex-shop na internet para muçulmanos

Um sex-shop na internet para os muçulmanos, que apresenta produtos de acordo com a sharia, a lei islâmica, acaba de ser inaugurado na Holanda, anunciou o criador do site.

"Recebemos 70.000 visitas nos quatro primeiros dias após o lançamento do portal "El Asira"" (Sociedade, em árabe), declarou à AFP Abdelaziz Aouragh, de 29 anos.

O portal, para a venda pela internet de produtos eróticos, o primeiro destinado aos muçulmanos, segundo Aouragh, pretende ajudar os casados a "melhorar a saúde sexual".

Os clientes podem escolher em catálogos reservados aos homens e às mulheres entre 15 produtos: estimulantes, lubrificantes, cremes de massagem ou pílulas supostamente afrodisíacas.

Aparelhos vibratórios, os vídeos e revistas pornográficas não figuram nos catálogos.

A apresentação é simples e os produtos têm a garantia de ser "halal", ou seja, sem componentes proibidos pelo rito muçulmano, como as gorduras animais de porco ou o álcool.

"Muitos muçulmanos dificilmente podem conseguir alguns tipos de produtos", explicou Aouragh, que também é muçulmano e trabalha em uma empresa de ajuda a deficientes.

"Enquanto não vender brinquedos sexuais ou este tipo de coisa e se concentrar nos cremes e óleos que melhoram a vida dos casais, não há problema", declarou à AFP o imã Abdul Jabbar.

"O profeta Maomé respondeu a muitas perguntas relativas à sexualidade", recordou Jabbar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host