UOL Notícias Notícias
 

31/03/2010 - 06h27

Ataques na fronteira Paquistão-Afeganistão deixam 36 mortos

Três mísseis americanos mataram seis rebeldes na noite de terça-feira em uma zona tribal do noroeste do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, onde o Exército do país anunciou a morte de 25 insurgentes e de cinco soldados.

Washington bombardeia com frequência estas zonas semiautônomas que considera o quartel-general da rede terrorista Al-Qaeda e a região mais perigosa do mundo, principalmente o distrito do Waziristão do Norte, alvo do ataque desta terça-feira.

De acordo com fontes militares, o ataque com aviões teleguiados americanos teve como alvo um acampamento do líder tribal Samir Khan em Napi, que fica 20 km ao leste de Miranshah, a principal cidade do distrito.

Além disso, o Exército paquistanês anunciou ter matado 25 insurgentes e perdido cinco soldados ao responder um ataque de combatentes islamitas contra uma base militar em uma zona tribal norte-ocidental.

Mais de 100 homens armados atacaram na noite de terça-feira um acampamento militar no distrito de Jyber, na fronteira com o Afeganistão.

A passagem de Jyber é o reduto do grupo insurgente Lashkar-e-Islam, que declara ser formado por ativistas islâmicos mas que na verdade se dedica a atividades criminais como sequestros, extorsões, roubos de veículos e de comboios de abastecimento para o Afeganistão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    -0,23
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h44

    0,05
    68.391,61
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host