UOL Notícias Notícias
 

31/03/2010 - 15h55

EUA pedem que Farc libertem mais reféns

Os Estados Unidos comemoraram nesta quarta-feira a recente libertação de dois reféns sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e pediram que o grupo guerrilheiro liberte todos os demais.

"Os Estados Unidos comemoram a libertação dos reféns Josué Calvo e Pablo Emilio Moncayo", afirmou um porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

Moncayo foi libertado na terça-feira, depois de permanecer 12 anos em poder da guerrilha marxista. Calvo foi libertado no domingo.

O governo Barack Obama "pede que as Farc libertem todos os reféns restantes", afirmou Toner.

Mesmo assim, Washington apoia "os esforços" do governo de Alvaro Uribe para "assegurar a libertação segura de todos os reféns", completou o porta-voz.

As Farc informaram que Moncayo seria o último refém libertado de forma unilateral e agora querem que 500 guerrilheiros presos sejam trocados por 21 reféns militares que ainda são mantidos em cativeiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host