UOL Notícias Notícias
 

03/04/2010 - 17h07

Sobe para 28 número de mortos em deslizamento no Peru

Socorristas mantêm os trabalhos de buscas por desaparecidos em meio à lama de dois deslizamentos de terra que deixaram pelo menos 28 mortos, na quinta e sexta-feira, em dois povoados em Huánuco (nordeste), região que o governo declarou em estado de emergência neste sábado.

Em Ambo - 410 km a nordeste de Lima -, o número de vítimas subiu para 24 (contra 20 na sexta-feira) e 50 pessoas ainda estão desaparecidas. Em Cancejos, as autoridades revisaram para baixo o número de mortos para quatro, após ter sido encontrada com vida uma menina que havia sido dada como morta, informou a Defesa Civil.

O governo declarou em estado de emergência por 60 dias as duas províncias onde estão situados os povoados para acelerar a atenção aos desabrigados e a reconstrução de suas casas, segundo decreto anunciado pela secretaria da Presidência.

O primeiro-ministro peruano, Javier Velásquez, viajou para Ambo, de onde informou aos afetados que o povoado inteiro pode ser removido por risco de novos deslizamentos de terra.

Enquanto o premier visitava a localidade, a TV mostrava ao vivo imagens da retirada de uma nova vítima dos escombros, elevando para 24 o número de mortos em Ambo, como depois ratificou o próprio Velásquez.

As autoridades de Huánuco estimam entre 400 e 600 os afetados nas duas localidades.

Brigadas de Socorristas trabalham lado a lado com policiais, soldados e bombeiros na remoção dos escombros e atenção hospitalar em Ambo, o local mais afetado pelo deslizamento que caiu sobre a favela 'El Arroyito'.

O governo peruano enviou ajuda humanitária como tendas de campanha, alimentos para os desabrigados, na maioria pessoas de origem humilde dedicada à agricultura que perdeu suas casas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host