UOL Notícias Notícias
 

04/04/2010 - 22h23

Terremoto de 7,2 de magnitude na fronteira EUA-México é sentido até em Los Angeles

Um forte terremoto de 7,2 graus de magnitude, com epicentro na Baixa Califórnia, no México, sacudiu, neste domingo a região da fronteira mexicano-americana e foi sentido em uma vasta área dos dois países, inclusive em Los Angeles, causando feridos leves e danos em alguns edifícios, segundo fontes oficiais.

O Serviço Sismológico Nacional (SSN), do México, que inicialmente havia estabelecido a potência do tremor com magnitude 6,9, reviu a medição para 7,2.

Segundo o SSN, o terremoto ocorreu às 15h40 locais (19h40 de Brasília) a 18 km ao sudeste da capital da Baixa Califórnia, Mexicali, um município fronteiriço com os Estados Unidos e que tem 900.000 habitantes.

O instituto geofísico americano (USGS) localizou o epicentro do tremor a 26 km sul-sudoeste de Guadalupe Victoria, na Baixa Califórnia, e a 32,3 km de profundidade.

Segundo o Departamento de Defesa Civil mexicano, o sismo causou danos em alguns edifícios e feridos leves, mas não foi informada nenhuma vítima fatal.

Em Mexicali, epicentro do terremoto, "pelo menos um edifício ruiu e outros edifícios públicos e privados tiveram alguns danos", explicou Alfredo Escobedo, diretor da Defesa Civil, à emissora americana CNN em espanhol.

No entanto, o funcionário advertiu que o balanço certamente será maior já que, por ser domingo, é possível que não tenha sido comprovado o estado de muitos imóveis que abrigam centros de trabalho ou escolas.

"Temos alguns feridos, mas não graves. Não temos informações de pessoas que tenham perdido a vida até o momento", acrescentou Escobedo, que afirmou que pelo menos uma réplica, de magnitude 5,3, foi sentida.

O funcionário também informou que o terremoto causou danos em um trecho da estrada que liga Tijuana a Mexicali e que por isso o trânsito foi interditado.

Em Tijuana, "houve alguns danos menores, mas não há ninguém ferido", disse Escobedo.

As linhas telefônicas e o serviço de abastecimento de água estão voltando a funcionar, depois de terem sido interrompidos pelo tremor, explicou.

O terremoto também foi sentido em uma ampla área do território americano, nas cidades de San Diego e Los Angeles, na Califórnia; Phoenix, Arizona (300 km a nordeste do epicentro) e Las Vegas, Nevada (460 km ao norte).

Nos Estados Unidos, o jornal Los Angeles Times noticiou, pouco depois do sismo, que o tremor sacudiu edifícios nas cidades de Los Angeles e San Diego, no sul da Califórnia, assim como outras localidades do estado vizinho do Arizona.

Segundo o canal de TV KABC, de Los Angeles, vários arranha-céus da cidade foram sacudidos com força e o corpo de bombeiros local respondia neste momento a vários chamados para tirar pessoas presas em elevadores.

As infraestruturas de transporte, os prédios residenciais e as linhas de transmissão elétrica subterrâneas ou aéreas foram examinados para garantir a segurança.

No entanto, não houve informações sobre feridos, danos importantes ou cortes de energia.

Segundo o Los Angeles Times, as atrações da Disneilândia em Anaheim foram fechadas provisoriamente.

Os terremotos mais potentes dos últimos 20 anos na Califórnia remontam a 1992 e 2005. Ambos tiveram magnitude 7,2. No lado mexicano, a Baixa Califórnia sofre frequentes abalos sísmicos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host