UOL Notícias Notícias
 

05/04/2010 - 13h59

Governo do Paraguai defende designação de chanceler a Itaipu

O governo do Paraguai defendeu nesta segunda-feira a designação do chanceler Héctor Lacognata como membro do conselho de administração da usina binacional Itaipu, rejeitando críticas da oposição, para a qual a nomeação é inconstitucional.

O tratado de Itaipu "diz claramente que no caso de surgirem problemas e controvérsias, serão designados representantes dos ministérios de Relações Exteriores, que não sejam membros do Conselho", disse o porta-voz presidencial Emilio Camacho, em coletiva de imprensa.

O Brasil incluiu há algumas semanas o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, como membro do Conselho de Itaipu.

"É necessário que o Paraguai mantenha um equilíbrio na mesa de negociações com os brasileiros", disse o chanceler, ao justificar sua designação como contrapartida à de Amorim, e depois de desconsiderar a versão de que a medida seja inconstitucional.

Itaipu, a maior usina hidrelétrica do mundo, fornece energia elétrica a 25% dos usuários brasileiros, especialmente nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

A oposição paraguaia sustenta que o ministro não pode ocupar outro cargo além do de secretário de Estado, o que iria contra a Constituição do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,97
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,99
    64.389,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host