UOL Notícias Notícias
 

07/04/2010 - 20h02

EUA anuncia retirada do míssil nuclear Tomahawk

Os Estados Unidos retirarão de serviço seus mísseis nucleares de cruzeiro Tomahawk no prazo de três anos, já que não dependem mais destas armas para defender o nordeste da Ásia, revelou nesta quarta-feira um funcionário do Pentágono.

"O calendário de retirada (dos Tomahawk) envolve os próximos dois ou três anos", disse em entrevista coletiva James Miller, subsecretário americano para políticas de Defesa.

A decisão foi adotada após "amplas consultas" dos Estados Unidos com seus aliados, incluindo Japão e Coreia do Sul, sobre a possibilidade de retirar a versão nuclear do Tomahawk, chamada de TLAM-N.

"Atingimos um ponto de mútua confiança sobre o fato de que o TLAM-N é um sistema inútil para a dissuasão efetiva e ampla no nordeste da Ásia", explicou Miller.

Washington possui outros sistemas nucleares para este fim, como os mísseis balísticos intercontinentais e os lançados por submarino.

A eliminação destes mísseis faz parte da nova política nuclear anunciada por Washington na terça-feira passada, que inclui a redução do papel das armas atômicas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host