UOL Notícias Notícias
 

07/04/2010 - 07h41

Juiz Baltasar Garzón será julgado por investigação do franquismo

O juiz de instrução espanhol Baltasar Garzón será julgado por prevaricação por ter investigado a situação dos desaparecidos da guerra civil espanhola e da ditadura franquista (1936-1975), desafiando uma lei de anistia geral, informaram fontes judiciais.

O magistrado do Tribunal Supremo Luciano Varela, que examinou as ações de grupos de extrema direita contra o juiz estrela espanhol, deve notificar nesta quarta-feira às partes o fim de sua instrução.

Será suficiente que um dos demandantes dirija uma representação de acusação para ativar um processo contra o juiz Garzón.

A decisão do juiz Varela resultará em curto prazo na suspensão de Baltasar Garzón das funções de juiz de instrução da Audiência Nacional, alta instância penal espanhola responsável pelos casos de terrorismo, crimes contra a humanidade e o crime organizado.

A acusação contra Garzón, admitida em trâmite em 27 de maio de 2009, foi apresentada pelo sindicato de funcionários "Manos Limpias" e recebeu as adesões da associação "Libertad e Identidad" e do partido "Falange Española".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h29

    0,73
    3,169
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h34

    -0,69
    68.118,16
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host