UOL Notícias Notícias
 

07/04/2010 - 07h47

Opositores enfrentam a polícia na capital do Quirguistão

Violentos confrontos foram registrados nesta quarta-feira entre manifestantes da oposição e a polícia em Bishkek, capital do Quirguistão, onde milhares de pessoas cercavam a sede da presidência deste país da Ásia central.

Duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na confusão, segundo as agências de notícias russas.

O primeiro-ministro quirguiz, Daniyar Ussenov, decretou estado de emergência em todo o país.

No início da tarde, entre 3.000 e 5.000 manifestantes se reuniram ao redor da sede da presidência para exigir a renúncia do chefe de Estado, Kurmanbek Bakiev.

Os manifestantes partiram do local de encontro da oposição pouco depois de confrontos com a polícia.

Tiros foram ouvidos e os manifestantes também assumiram o controle de vários veículos blindados da polícia.

Três líderes da oposição - entre eles o ex-candidato à presidência Almazbek Atambayev - foram detidos e acusados de crimes graves.

Além de Atambayev foram presos o presidente do Parlamento quirguiz, Omurbek Tekebayev, e o vice dele, Bolot Cherniazov.

O governo da Rússia pediu às autoridades do Quirguistão que não recorram à força contra os manifestantes.

O presidente Bakiev assumiu o poder há cinco anos, após uma revolução que teve início com manifestações semelhantes. Desde então, muitos aliados do chefe de Estado passaram à oposição. Eles acusam Bakieve de nepotismo e autoritarismo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host