UOL Notícias Notícias
 

07/04/2010 - 11h44

Protestos no Quirguistão deixam 19 mortos

Pelo menos 19 pessoas morreram nesta quarta-feira em confrontos entre a polícia do Quirguistão e manifestantes que invadiram o Parlamento e sequestraram - e mataram, segundo informações ainda não confirmadas - o ministro do Interior desta pequena antiga república soviética da Ásia central.

Em Bishkek, 19 pessoas morreram, a maioria a tiros, e 197 ficaram feridas, segundo Larisa Kachibekova, alta funcionária do ministério da Saúde.

Os manifestantes invadiram o Parlamento e a sede do canal de televisão, Além disso, o primeiro andar da Promotoria estava em chamas.

"Quase 100.000 pessoas estão reunidas na Praça de Bishkek", declarou um dos líderes do protesto.

O principal líder opositor, Temir Sariiev, que chegou a ser detido, foi liberado e pretende discursar em cadeia de TV.

A rebelião contra o presidente Kurmanbek Bakiev, que em 2005 assumiu o poder após uma revolução similar, teve confrontos em várias cidades.

Uma fonte do ministério do Interior afirmou à AFP que os manifestantes mataram o titular da pasta, Moldomusa Kongantiev, e mantêm sob seu poder o vice-premier Akylbek Zhaparov. A imprensa divulgou informações similares.

Mas o porta-voz do ministério do Interior, Rakmatulo Ajmedov, negou as informações e disse que Kongantiev foi apenas sequestrado.

Em Naryn (centro) e Tokmak (perto de Bishkek), os manifestantes ocuparam prédios públicos.

O primeiro-ministro Daniyar Usenov decretou estado de emergência.

Mas pouco depois do anúncio, os manifestantes ocuparam a sede da televisão e interromperam a transmissão de todos os canais.

Os distúrbios de Bishkek são o ponto culminante de uma onda de protestos da oposição, que acusa o governo de violação dos direitos humanos, autoritarismo e má administração econômica.

A confusão aconteceu um dia depois da rebelião de Talas, onde mil manifestantes assumiram o controle da maioria dos prédios públicos.

Em Naryn, centenas de manifestantes invadiram nesta quarta-feira a sede do governo regional e em Tokmak 2.000 pessoas estavam nas ruas, segundo testemunhas relataram à AFP.

O Quirguistão é um país extremamente pobre da região montanhosa da Ásia central, com um Produto Nacional Bruto (PNB) de 590 dólares per capita, de acordo com dados do Banco Mundial em 2007. Os principais recursos são o algodão, o cultivo de cereais e o gado.

O país tem população de 5,3 milhões de habitantes, sendo 65,7% de quirguises, 13,9% uzbeques e 11,7% russos. Os quirguises e uzbeques são majoritariamente muçulmanos.

Este é o único país da antiga União Soviética que tem bases militares russa e americana, separadas por poucos quilômetros de distância.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    1,49
    3,306
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h55

    -2,27
    61.214,68
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host