UOL Notícias Notícias
 

08/04/2010 - 18h38

Nativos de Páscoa rejeitam transferência de moai para França

Os moradores da Ilha de Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico, rejeitaram a transferência temporária de um moai - estátua gigantesca de pedra da cultura Rapa Nui - para a França, revelou um informe publicado nesta quinta-feira pelo Conselho de Monumentos Nacionais (CMN) do Chile.

O relatório do CMN destacou que na votação realizada na ilha em 1º de março passado, 886 pessoas votaram, das quais 789 (89%) se pronunciaram contra o transporte do moai para a França, 94 a favor e 3 se abstiveram.

O resultado da consulta não é vinculante e caberá ao CMN tomar uma decisão definitiva em 14 de abril.

No relatório, o CMN destacou que "o resultado da consulta será conhecido, analisado e considerado pelos conselheiros do CMN na sessão de 14 de abril, quando for tomada a decisão final com relação à saída do moai".

Um assessor da entidade, que pediu para ter sua identidade preservada, disse à AFP que, "embora esteja claro que a votação da ilha não é vinculante, é previsível pensar que a decisão do Conselho irá no mesmo caminho".

A consulta foi feita após um pedido da fundação italiana Mare Nostrum para levar uma das estátuas para a Europa.

A organização, sem fins lucrativos, pretende exibir - a princípio entre 26 de abril e 9 de maio de 2010, no Jardim das Tulherias, em Paris - um dos moais.

A Ilha de Páscoa fica 3.500 km a oeste do território chileno e tem cerca de 4.000 habitantes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h24

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host