UOL Notícias Notícias
 

08/04/2010 - 09h05

Obama e Putin intensificam pressão sobre o Irã

Os presidentes dos Estados Unidos e Rússia, Barack Obama e Dmitri Medvedev, advertiram nesta quinta-feira formalmente o Irã para o risco de sanções internacionais sobre seu programa nuclear.

Durante a assinatura em Praga do novo tratado START, que prevê uma redução considerável dos arsenais nucleares dos dois países, Obama afirmou que os Estados Unidos e a Rússia concordam que o Irã deverá se ater às consequências de sua política nuclear e que vão atuar para conseguir que a ONU imponha sanções fortes contra a República Islâmica.

O Irã se expõe a uma nova série de sanções internacionais de continuar sem esclarecer as dúvidas sobre seu programa nuclear, afirmou, por sua vez, Medvedev.

"Infelizmente, o Irã não deu resposta a uma série de propostas construtivas. Não podemos fechar os olhos para isso. Não posso excluir que o Conselho de Segurança tenha de cuidar desse assunto", acrescentou o presidente russo.

Os dois chefes de Estado assinaram o texto no Salão Espanhol do Castelo de Praga. O acordo é fruto de intensas negociações bilaterais, que aconteceram em Genebra durante vários meses.

Moscou e Washington se comprometem a reduzir o número de ogivas nucleares a 1.550 cada, uma queda de 74% na comparação com o limite do tratado START (Strategic Arms Reduction Talks) assinado em 1991, que expirou no fim de 2009.

Para entrar em vigor, o novo tratado deve ser ratificado pelos Parlamentos dos dois países.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host