UOL Notícias Notícias
 

08/04/2010 - 14h50

Rússia envia reforços à base militar do Quirguistão

A Rússia enviou cerca de 150 paraquedistas à sua base militar no Quirguistão, anunciou nesta quinta-feira, dia 8, o chefe do Estado Maior das forças russas, Nikola¯ Makarov, no dia seguinte ao confronto mortífero no país da Ásia central.

Esses reforços foram enviados à base russa de Kant, a mais de 20 quilômetros da capital Bishkek, para proteger as famílias de militares russos, precisou o general Makarov, citado por agências russas.

"Foi o presidente (Dmitri Medvedev) que tomou a decisão de enviar as duas unidades. Cerca de 150 homens chegaram a Kant", completou Makarov em Praga, durante a cerimônia de assinatura do novo tratado desarmamento nuclear russo-americano.

O Estado Maior indicou ainda que esses militares poderão assegurar uma eventual evacuação de mulheres e crianças da base de Kant.

"Em caso de a situação se agravar no Quirguistão, podemos retirar logo as mulheres e os filhos dos militares da nossa base", declarou o dirigente do Estado Maior, citado pela agência de notícias Itar-Tass.

"Assegurar em caso de necessidade uma evacuação é uma das habilidades desses paraquedistas', explicou.

O presidente quirguiz deposto, Kourmanbek Bakiev, fugiu de Bishkek após os sangrentos confrontos da quarta-feira entre opositores e policiais, que deixou 75 mortos e milhares de feridos.

Esses eventos levaram a oposição a tomar o controle dos centros nevrálgicos do poder. Rosa Otounba¯eva, uma ex-ministra dos Assuntos Estrangeiros, foi posta pela oposição à frente do governo interino, que diz controlar o país e pede a demissão de Bakiev.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host