UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 06h25

Presidente deposto do Quirguistão descarta renúncia e aceita negociar

O presidente deposto do Quirguistão, Kurmanbek Bakiyev, declarou nesta sexta-feira que não renunciará, que está disposto a negociar com o governo provisório e que não deu ordem para que disparassem contra os manifestantes, em uma entrevista concedida à AFP.

"Não planejo sair do país e não vou deixar a Presidência", declarou à AFP em uma casa de Jalalabad, cidade do sul onde se refugiou depois de fugir da capital, Biskek.

Bakiyev se disse disposto a negociar com o governo provisório. "Estou disposto a me sentar à mesa de negociações com a oposição", assegurou.

Bakiyev, que tem a renúncia exigida pelo governo interino, também afirmou que não havia ordenado que as forças de segurança abrissem fogo contra os manifestantes durante os recentes confrontos entre policiais e opositores.

"Não dei a ordem para que meus subordinados disparassem" contra os manifestantes durante os distúrbios, nos quais morreram 76 pessoas e 1.520 ficaram feridas desde quarta-feira, segundo o Ministério da Saúde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,06
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h14

    1,50
    62.597,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host