UOL Notícias Notícias
 

12/04/2010 - 19h29

Espanha e França convocadas a liderar Europa nas energias limpas

A União Europeia (UE) precisará investir 52 bilhões de euros ao ano (70 bilhões de dólares) até 2020 em energias limpas, cujo desenvolvimento Espanha e França foram convocadas a liderar, revela um relatório que será publicado esta terça-feira, em Bruxelas.

As energias solar e eólica serão os principais substitutos do petróleo, gás e carvão até 2050, indica o informe, elaborado pela Fundação Europeia para o Clima, que será entregue à Comissão Europeia.

Em suas previsões, a fundação estima que a Espanha reafirmará o papel de principal produtor europeu de energia solar, além de servir de território de trânsito para a produção do norte da África com destino ao norte da Europa.

A França, por sua vez, deverá se encarregar da produção de boa parte da energia eólica da UE e, devido à sua localização geográfica central, será o elo das conexões para o trânsito da eletricidade produzida na Espanha e na Grã-Bretanha rumo ao norte e ao leste do continente.

A rede existente entre Espanha e França tem atualmente capacidade de 1 gW e, segundo o estudo, deverá chegar a 47 gW em 2050.

Os investimentos chegarão a 52 bilhões de euros anuais, ou seja, 2,5% do valor total dos gastos anuais da UE, acrescenta o documento.

A UE se comprometeu a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 80% até 2050 e fixou um objetivo triplo para 2020: reduzir em 20% suas emissões com relação a 1990, elevar para 20% o preso das energias renováveis no consumo de energia e efetuar uma economia energética também de 20%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host