UOL Notícias Notícias
 

12/04/2010 - 14h37

Espanha: vítimas da guerra denunciam juiz que investiga Garzón

Duas associações de vítimas da Guerra Civil e do franquismo apresentaram nesta segunda-feira uma denúncia contra o magistrado do Tribunal Supremo espanhol que processará o juiz Baltasar Garzón por investigar desaparecimentos de pessoas ocorridos na época.

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH) das regiões da Catalunha (nordeste) e Mallorca (leste) entraram com uma queixa contra os juízes Luciano Varela e Juan Saavedra, ambos do Tribunal Supremo, por "crime de prevaricação", ou seja, ditar uma decisão judicial mesmo sabendo que ela é injusta.

Varela é o juiz instrutor que na quarta-feira decidiu abrir processo para julgar Garzón, que recorreu.

As organizações Manos Limpias e a formação de ultradireita Falange Española da JONS haviam denunciado Baltasar Garzón há alguns meses, porque consideram que ele não tinha competência jurídica para ir em frente com a investigação, a primeira na Espanha sobre os desaparecidos da Guerra Civil (1936-1939).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host