UOL Notícias Notícias
 

12/04/2010 - 16h48

Irã quer que a ONU investigue atentados de 11 de setembro de 2001

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, que havia qualificado os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos de "uma grande mentira", pediu ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, uma investigação sobre o episódio, em carta publicada nesta segunda-feira.

"O mínimo que se espera de Vossa Excelência é a criação de um grupo de trabalho independente no qual os povos da região possam confiar, investigando de maneira exaustiva os verdadeiros fatores do 11 de setembro", escreve o presidente Ahmadinejad, em carta divulgada pelas agências oficiais de notícias iranianas.

Esses "ataques constituíram o principal pretexto para atacar o Oriente Médio e para as ações da OTAN no Afeganistão e no Iraque", acrescentou Ahmadinejad, que pede a Ban Ki-moon "anunciar o resultado da investigação perante a Assembleia Geral da ONU".

O presidente ultraconservador iraniano tem questionado com frequência o fato de membros da Al-Qaeda terem realizado os ataques de 11 de setembro de 2001, que causaram 3.000 mortos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host