UOL Notícias Notícias
 

15/04/2010 - 08h45

Fonte ligada à investigação afirma que trágedia polonesa foi falha do poloto

As primeiras análises das caixas pretas do avião polonês que caiu na Rússia, matando 96 pessoas, entre elas o presidente Lech Kaczynski, mostram que uma falha de pilotagem foi a causa da catástrofe, afirmou uma fonte ligada à investigação.

"Uma análise dos dados, em particular os primeiros resultados do exame das caixas pretas, mostra que um erro de pilotagem foi a causa da catástrofe", declarou a fonte, citada pela agência russa Interfax.

Provavelmente, os pilotos do Tupolev 154 não levaram em consideração particularidades deste tipo de aeronave de fabricação russa.

"Uma das particularidades deste avião é que quando a velocidade de descida é superior a seis metros por segundo, perde altitude muito mais rápido que o habitual", explicou a fonte, dando a entender que os pilotos do avião, que caiu na quarta tentativa de pouso com péssimas condições meteorológicas, provavelmente não alteraram a tempo a trajetória.

Controladores aéreos do aeroporto de Smolensk (oeste da Rússia), onde o avião deveria pousar, afirmaram que os pilotos não transmitiram dados essenciais sobre a altitude do avião, provavelmente pelas diferenças de idiomas.

Os pilotos poloneses ignoraram as ordens dos controladores aéreos russos, que desejavam o deslocamento do avião para outro aeroporto, em consequência do mau tempo, segundo as autoridades russas, que destacartaram a hipótese de incêndio ou explosão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h50

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h54

    -1,29
    74.416,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host