UOL Notícias Notícias
 

15/04/2010 - 19h36

Opositores chamam Obama de marxista durante protesto em Washington

Cerca de mil pessoas do movimento conservador 'Tea Party' protestaram, esta quinta-feira, em Washington, contra o presidente americano, Barack Obama, chamando-o de "marxista" e acusando-o de erodir as liberdades e o 'estilo de vida americano'.

Os manifestantes também protestaram contra a reforma da saúde, impulsionada por Obama e aprovada pelo Congresso, que amplia a cobertura desse serviço para milhões de americanos.

A manifestação foi a última de uma série convocada em todo o país pelo 'Tea Party', que saiu à luz depois da eleição de Obama como primeiro presidente negro dos Estados Unidos.

O grupo é contra o colossal gasto de recursos federais para salvar bancos e indústrias automobilísticas afetadas pela crise.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    0,17
    3,271
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h06

    -0,58
    63.716,31
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host